• Mutirão de Cirurgias
  • Banner Recadastramento do Servidor

Notícias

17/03/2017 18:03

Terminal de integração transformará mobilidade na região de Pituaçu

Com obras a todo vapor e previsão de conclusão para setembro deste ano, o Terminal de Integração de Pituaçu terá capacidade para receber mais de 200 mil passageiros diariamente, que poderão pagar apenas uma passagem para utilizar ônibus e metrô. Quando pronto, o terminal terá quatro pavimentos e será um dos principais pontos de integração da cidade, oferecendo 20 plataformas de embarque e desembarque de passageiros, estacionamento e espaço de serviços e lazer, que pode comportar uma praça de alimentação. Tudo distribuído em uma área de 43,9 mil metros quadrados construídos.

Ligado por uma passarela à Estação de Metrô de Pituaçu, o novo terminal também será um dos principais pontos de integração entre o sistema metroviário e a cidade de Lauro de Freitas, além de beneficiar milhares de soteropolitanos que moram em bairros do entorno, como Sussuarana, São Rafael e Pau da Lima.

O presidente da CCR Metrô Bahia, concessionária que administra o sistema, Luís Valença, destaca que o terminal integra uma série de mudanças implementadas na Avenida Paralela. “Até maio, estarão prontas as estações de Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu. Esta última é muito importante porque faz a ligação do metrô com o novo sistema da Avenida Gal Costa e com os ônibus”, explica Valença.

Morador de Sussuarana, o vendedor autônomo Cláudio de Jesus está animado com o metrô e o terminal chegando até Pituaçu. “Eu acho que vai ser bem melhor. É uma novidade que Salvador estava esperando há muitos anos. Hoje a condução demora muito de chegar e, quando chega, a gente precisa enfrentar longos engarrafamentos. Com o metrô, não. Você entra no metrô e segue ‘livre’ até onde você quer chegar. É uma maravilha”, afirma o vendedor.

Mas não são apenas os soteropolitanos que comemoram. A advogada Suzana Araújo, moradora de Camaçari, na região metropolitana, está cheia de expectativa com a integração. “A Linha 1 do metrô já tem ajudado bastante o pessoal da área jurídica. A gente utiliza esse trajeto para chegar ao Fórum Rui Barbosa e tem sido muito bom. Agora estamos na expectativa dessa integração com a Paralela, porque a passagem de Camaçari é R$ 5,30. Se eu conseguir pagar apenas uma passagem para fazer o deslocamento entre minha casa, o Tribunal de Justiça [no CAB], o Fórum do Imbuí e o Campo da Pólvora, vai ser ótimo”.

Estrutura

O Terminal de Pituaçu terá toda a estrutura que já possuem as estações e terminais de integração inaugurados, contemplando acessibilidade para pessoas com deficiência, como piso tátil, elevadores, escadas rolantes e banheiros adaptados, além de um sistema de passarela de acesso ao terminal. A estação do metrô e o terminal contarão ainda com câmeras de vigilância integradas ao Centro de Controle Operacional.

Atualmente, as linhas do metrô percorrem, juntas, dez estações inauguradas, entre Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Bonocô, Acesso Norte, Retiro, Bom Juá, Pirajá, Detran e Rodoviária. Somente na Linha 1, cerca de 70 mil pessoas trafegam mensalmente, enquanto no trecho já inaugurado da Linha 2 trafegam cerca de 10 mil.

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Fernando Torres, as obras e intervenções promovidas pelo metrô mudam a ‘cara’ da capital. “O metrô começa a mudar a forma das pessoas se locomoverem em Salvador. Ele dá mais dinamismo, gera economia de tempo, de dinheiro, e melhora, em muito, a qualidade de vida da população da cidade”, ressalta o secretário.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.